quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Vamos Fugir?

Pra onde? Não sei....quem sabe pra qualquer lugar?
Qualquer lugar que não tenhamos que ver os mesmo rostos, as mesmas pessoas, com seus mesmos problemas.
Qualquer lugar aonde possamos ser nós mesmo sem medo de sermos recriminados só por tertarmos ser felizes.
Qualquer lugar aonde possamos sair correndo, gritando como loucos que somos sem sem ter alguem pra dizer: Schiiiiiiii....Silêncio não pertube.
Qualquer lugar aonde possamos rir como cirnaças, sem motivo algum, rir só por rir, só por vivermos...
Qualquer lugar aonde possamos deitar e contar estrelas
Conversar sem ver a hora passar
Ficar acordado até tarde sem ter que se preocupar
Esquecer que nosso mundinho existe e conhecer o mundo a nossa volta
Fazer bolas de sabão
Escalar montanhas
Vestir roupas que não estão na moda
Ouvir som na maior altura
E viver um pouco de aventura
Conhecer novas pessoas
Novas culturas
Respirar novos ares
Andar com balões nas mãos
Catar conchinhas
E se perder na imensidão do mar
Ser apenas nós
Sem máscaras
Sem rostos
Vamos Fugir?
Pra onde?
Não sei...
Quem sabe pra qualquer lugar?

4 comentários:

Alexandre Prestes disse...

gostei do blog, to seguindo,
beijo,
Alê

Lucimar Simon disse...

Lugar este só conheço um: voltar no tempo e ser novamente criança só ali estaremos livres de responsabilidades e todas essas parafernalhas modernas que nos assombra, e ainda digo, nao sei se eu estaria pois logo cedo adquirir muitas dessas responsabilidades.


adorei o texto e se fugir deixe um recado.

beijos

Dilberto L. Rosa disse...

É uma boa, mesmo... Mudar de ares e buscar uma felicidade utópica, cheia somente de alegrias e de fazer o que der na telha... Quem não gostaria, né?! Mas é tão difícil... Conselho: não fuja antes de voltar aos Morcegos e ler todo o material que ficou entre a sua última visita e agora, sumida! Ré, ré! Abração!

kMaleaun disse...

...Se você não está comigo, nada disso tem valor. O que vale o paraíso sem amor?!?!...TEAMO